24 de Março – Dia mundial de combate a tuberculose

0fc49467-a851-4559-855b-3e9c86981162

No dia 24 de Março é realizada uma campanha mundial de combate a tuberculose a data foi criada em 1982 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da tuberculose, ocorrida em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch.

A tuberculose é uma doença infecciosa crônica, que atinge principalmente os pulmões. Ela é transmitida de pessoa a pessoa quando o doente com tuberculose espirra tosse ou fala. Os sintomas mais comuns são tosse persistente, febre, hemoptise, dor no peito, falta de apetite.

O tratamento se estende por seis meses e pode curar praticamente todos os casos. É realizado através de uso de medicamentos doados pelas unidades básicas de saúde que também conta com equipe multidisciplinar em saúde para orientar a população quanto à importância da adesão ao, bem como esclarecer sobre medidas preventivas: vacinação (BCG), habitação limpa ventilada, com incidência de sol, boa nutrição, entre outros.

O fisioterapeuta irá atuar juntamente com a equipe multiprofissional no tratamento dos quadros de tuberculose a fim de evitar a progressão e possíveis complicações da doença que poderão causar sequelas. O tratamento através da reabilitação pulmonar consiste principalmente em relaxamento e reeducação da musculatura respiratória, exercícios de condicionamento e treinamento cardiorrespiratório, indicados para melhorar a função pulmonar, a tolerância ao exercício e a melhora na qualidade de vida dos pacientes.

Advertisements

SALTO ALTO x CORPO

Salto alto

Até para os leigos fica fácil identificar que o uso de sapato com salto alto não deve ser favorável para o bem estar do corpo, já que o peso desse corpo não fica distribuído de forma equilibrada, colocando pressão adicional sobre as pontas dos pés.

Mas os saltos altos fazem parte do guarda-roupa feminino ……

ALGUMAS INFORMAÇÕES PODEM AMENIZAR OS PROBLEMAS DO USO DIÁRIO DO SALTO ALTO

FICA A DICA….

Saltos menores de 3 cm, por exemplo, a distribuição do peso é feita pelo pé: 50% do peso no calcanhar e 50% nos dedos dos pés. Já em saltos maiores, de 6 cm, esse peso fica 90% na frente do pé e apenas 10% no calcanhar. Isso pode levar a calosidades, joanetes, entorses e outros tantos problemas de coluna e joelhos.

O salto alto faz com que haja uma pressão maior sobre os JOELHOS, agravando a inflamação e o desgaste das estruturas de suas articulações. Ele obriga também que a sua postura se incline para frente, projetando o peso do corpo para a ponta dos pés. Isso faz com que a COLUNA se dobre mais para manter o equilíbrio. É por isso que os saltos altos são tidos como um dos grandes causadores das dores lombares! Já com as PANTURRILHAS ele exige que elas estejam quase sempre contraídas. Isso pode provocar um encurtamento dos músculos.

ACONSELHAMOS …..

Se precisa mesmo usar salto alto, alterne entre um salto alto e um salto médio, massageie os pés no final do dia para ajudar a restabelecer a circulação e alongue as panturrilhas, e por fim prefira saltos quadrados, pois oferecem maior estabilidade.

Estique-se

mulher se espreguiçando

Quem não conhece o botão soneca dos temidos despertadores? Aquele que nos dá mais cinco minutinhos de sono e uma esperança de descanso a mais. Mas esse mesmo hábito de soneca muitas vezes causa atrasos e nos faz acorda em desespero, correndo para se arrumar e chegar ao trabalho. Saiba que acorda e levantar da cama pode ser prejudicial!

Quando acordamos o cérebro é o primeiro a responder porém, o corpo ainda esta relaxado e os músculos ainda não receberam a mensagem de que é preciso levantar, o que pode ocasionar lesões. O ideal para acordamos é termos uma rotina que beneficie o corpo como um todo.

Antes de levantar use o tempo da soneca para espreguiçar-se, isso ajuda a fazer com que os músculos entendam que é hora de trabalhar, se possível alongue suas pernas e coluna. Manter esta rotina ajudará a prevenir lesões e a ter mais disposição para o seu dia-a-dia.

Dicas para ter uma boa Viagem de Avião

aviao-decolando

Todo mundo que teve a oportunidade de viajar de avião sabe que a primeira vez é inesquecível, não só pela sensação de voar mas pela experiência como um todo. Porém, passar 3, 6, 8, 12, 24 horas em um avião é algo que poucos conseguem fazer confortavelmente. Mas como fazer com que essa experiência tenha o mínimo de conforto? Vamos as dicas:

  • Travesseiros de pescoço: leve um com você! São ótimos para dormir e alguns até massageiam.
  • Roupas confortáveis: A regra é: quanto mais confortável, melhor! Evite calças apertadas, e sapatos. Use algo leve como um conjunto de moletom e um tennis confortável.
  • Fones de ouvido: Para quem quer descansar e tirar um cochilo, os fones ajudam a isolar os sons incovenientes, como roncos e bebês chorando, além é claro de fazer você relaxar ouvindo sua música preferida.
  • Chicletes: Normalmente durante decolagens e aterrissagens a variação brusca da pressão atmosférica faz com que tenhamos a sensação de que nossos ouvidos estão entupidos. Para melhorar, basta mascar um chiclete durante esses dois momentos.
  • Porta-dinheiro: Se você tem o costume de viajar com alguma quantia de dinheiro em espécie, vale a pena guardá-lo em um porta dinheiro (que são como pochetes). É mais seguro pois ninguém pode ver aonde esta guardado.
  • Movimente-se: Ficar muito tempo com as pernas paradas durante viagens longas pode ser um problema sério. Isso reduz o fluxo sanguíneo, o que pode causar problemas de saúde graves. Por isso, movimente-se! Tente se levantar pelo menos a cada duas horas, ou ao menos movimentar os pés para cima e para baixo constantemente.

Obesidade Infantil

obesidade infantil 1

Dados da OMS estimam que 1/3 das crianças do planeta, entre seis e nove anos, já estão acima do peso e  2/3 destas se tornarão adultos obesos e terão sua expectativa de vida reduzida em 5 a 20 anos. Embora no Brasil a desnutrição infantil seja uma triste realidade, calcula-se que o número de crianças fora do peso ideal tenha dobrado nos últimos 10 anos, totalizando algo em torno de 15% da população infantil.

Existe uma discussão considerável sobre os motivos que estão ocasionando a obesidade infantil. As maiores causas estão relacionadas a diminuição das atividades físicas, geradas pelo sedentarismo devido ao tempo de navegação na internet e exposição a televisão, e a má alimentação causada por alimentos industrializados.

É preciso acompanhar o desenvolvimento da criança para quanto antes identificar o sobrepeso. O danos causados são reversíveis se feito o tratamento no período inicial da doença, é aconselhável acompanhamento médico através de pediatra e um dieta feita por um nutricionista.

Reequilíbrio Tóraco-Abdominal

RTA 3

O método Reequilíbrio Tóraco-Abdominal visa incentivar a ventilação e a desobstrução brônquica através da normalização do tônus e força dos músculos respiratórios. Baseando-se na reorganização das alterações mecânicas resultantes do desequilíbrio de forças entre a musculatura inspiratória (tóracicos) e expiratória (abdominais), o método consiste no manuseio dinâmico sobre o tronco através de alongamentos e técnicas respiratórias.

O RTA é indicado a pacientes com disfunções respiratórias oriundas de sequelas musculares, posturais, ocupacionais e sensório-motoras. Pode ser aplicado a pacientes de todas as idades, desde o prematuro até o adulto. A condição clinica não é limitante para a aplicação da técnica pois pode ser facilmente adaptada de acordo com as condições do paciente.

Dores do Crescimento

crescimento 3

A chamada “dor de crescimento” é causa comum de reclamações nos consultórios pediátricos e ortopédicos e é caracterizada por dores, sensação de peso, queimação, formigamento, latejamento. Sendo localizados na panturrilha, coxas e principalmente na região ao redor dos joelhos. Porém este incômodo que atinge a aproximadamente 20% das crianças não é considerado uma doença, tendo suas causas ainda não definidas.

Algumas hipóteses tentam explicar a origem dessas dores relacionando os sintomas à distúrbios emocionais e crises própiras da idade ( nascimento de um irmão, ingresso na escola, mãe trabalhando), fatores genéticos já que a maioria dos pais dessas crianças também tiveram as mesmas reclamações durante a infância e a atividades físicas de alto impacto que causam micro lesões.

Os métodos para tratar as dores não são específicos. Algumas crianças beneficiam-se da prática de esportes de baixo impacto, alongamentos, massagens e compressas de água quente. Em casos de dores fortes é indicado o uso de analgésicos via oral, porém sempre é aconselhável a supervisão de um médico.

A Importância da Educação Física nas Escolas

foto__61__1

 

Começa como uma brincadeira, um jogo de pique pega, queimada, futebol, mas na verdade é muito mais do que uma simples diversão. Por trás de cada atividade seja ela lúdica ou um esporte, existe o intuito de promover a integração, o conhecimento do corpo e despertar o aluno para a descoberta de talentos em algum desporto específico.

As aulas seguem as normas do MEC sendo obrigatórias em todas as escolas e cada instituição de ensino planeja suas atividades de acordo com sua filosofia pedagógica.  As aulas de educação física não refletem somente no corpo do aluno, mas também em todo o processo de aprendizagem, ajudando na concentração do aluno e desenvolvimento psicomotor.

Incentivem seus pequeninos! Faz bem para o corpo e para a mente. 

Tênis X Exercício Físico

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Para cada atividade física existe um tênis com características adequadas que propiciam um melhor desempenho. Ao escolher um tênis é preciso observar o material, a macies e o tipo de pisada, pois cada um desses fatores pode interferir na anatomia da pisada podendo causar lesões no joelho, pés e até na coluna.

Antes de tudo o calçado deve proporcionar conforto e proteção para não atrapalhar o exercício. Para atividades de alto impacto como caminhada e corrida são indicadas o uso de calçados leves e com bom amortecimento, para musculação indica-se que tenha um amortecimento maior no calcanhar para dar melhor tração e para o ciclismo pode ser usado uma sapatilha especialmente desenvolvida.

Em caso de dúvida consulte seu fisioterapeuta ou ortopedista, existem exames específicos para ajudar na escolha do melhor tênis para a sua atividade.

Método McKenzie

metodo-mckenzie-mal-di-schiena

Desenvolvido pelo fisioterapeuta neozelandês Robin McKenzie, o Método McKenzie vem conquistando cada vez mais adeptos em diversos países, sendo recomendado como o tratamento de primeira escolha para problemas musculares e articulares, principalmente de coluna. Ao contrário do que muitos pensam, o método é antes de mais nada um sistema de avaliação que quando bem executado levam a um diagnóstico mecânico preciso, que determina o tratamento específico, adequado para cada paciente.

O sistema  pode ser dividido em três partes: Avaliação, Tratamento e Profilaxia. A etapa de avaliação consiste em compreender, através da história do paciente e de  movimentos repetidos ou posições mantidas, o comportamento da dor e da função. A partir dessa compreensão é possível classificar cada paciente em uma categoria (ou síndrome) que pode ser chamada de Desarranjo, Disfunção ou Síndrome Postural.

O tratamento é específico para cada paciente e consiste em movimentos ou posições que o paciente realiza sozinho e que podem ser facilmente adaptáveis ao dia-a-dia. Caso o autotratamento não seja suficiente para resolver o problema, o profissional treinado no Método aplica técnicas manuais complementares. Já a profilaxia consiste em conscientizar e incentivar os pacientes a manter a rotina de exercícios aprendidas durante o tratamento para que possa reduzir a chance de reincidência.